[Fanfic - oneshot] Sonho Morto

Ir em baixo

[Fanfic - oneshot] Sonho Morto Empty [Fanfic - oneshot] Sonho Morto

Mensagem por Janus em Sex Out 08, 2010 10:12 am

Sinopse: Um certo ninja de Konoha conversa com um velho amigo, que muito lhe ajudou e para quem deve muito. Na verdade, não fosse por ele, talvez tivesse desistido do sonho de ser Hokage algum dia.

Spoiler:


Estava ofegando muito, muito mesmo. E já fazia muito tempo que isso não acontecia. Muito tempo desde que precisou se esforçar tanto em um combate.

Mais kunais se aproximavam e ele precisava se desviar. Saltou para cima ao mesmo tempo em que criava seis kage bushins. Formaram três pares e três destes foram arremessados contra a mulher que o atacava, logo em seguida sumiram, ficando apenas o original seguindo a trajetória do seu salto.

A mulher ignorou os clones que se aproximavam e sorriu satisfeita.

- Katon: Housenka no Jutsu(técnica das Flores de Fênix) – gritou a mulher de cabelos pretos após fazer alguns selos. Várias bolas de fogo foram lançadas de sua boca indo direto para o original que aparentemente não poderia escapar daquilo.

Quando os clones se aproximaram, ela acertou um com uma kunai, o segundo atingiu com um soco e o terceiro deu um pontapé que - para sua surpresa – não desapareceu em uma nuvem de fumaça. Ele agarrou a perna esticada dela e a torceu, forçando-a a cair ao chão. Quando foi se erguer viu mais dois clones com uma esfera brilhante na mão. Ele a tinha enganado!

- Rasengan – disseram ambos pressionando a esfera na coluna da mulher, torcendo-a e partindo-a em pedaços. A luta estava encerrada, mas a mulher ia sobreviver pelo visto.

O shinobi ofegava demonstrando o quanto tinha se esgotado na luta. A mulher era mesmo uma oponente forte, justificava uma missão de nível “S”. Sua primeira missão deste nível que fez sozinho.

E ainda bem que fez sozinho. Sua namorada ia lhe encher de pancada se visse como ele tinha cometido erros.

Depois de descansar um pouco, pegou o corpo da mulher que apenas podia gemer baixinho de dor e a jogou nos ombros, a carregando pelo descampado. Chegou até a carroça que os viajantes abandonaram quando a luta começou e a jogou nesta, subindo na mesma e em seguida e chicoteando os cavalos para que galopassem até a próxima cidade. Dali iria cuidar das feridas que teve na luta, e entregar a mulher para os soldados para que estes se encarregassem dela até a mesma ser julgada e provavelmente executada por ter atentado contra a vida de um dos lordes do país do Fogo.

Uma semana depois ele entrava pelos portões de Konoha cumprimentando os guardas e indo direto para o prédio onde a Hokage estava. Devia estar vendo a papelada de sempre, isso se não estivesse ameaçando queimar ou jogar pela janela novamente. Diferente de sua antecessora, a nova Hokage não tinha nenhuma paciência quando percebia que aquela papelada não acabava nunca.

Vinte minutos depois de chegar a vila, ele entrou no escritório da Hokage e apresentou seu relatório por um tempo razoável. Saiu deste e cumprimentou alguns conhecidos que vira no corredor circular. Viu a líder do clã Hyyuga e apenas a cumprimentou com a cabeça. Pelo jeito a Hinata-chan ia conversar alguma coisa com a Hokage. Mas não era assunto dele.

Saiu do prédio e observou a cidade, decidindo o que fazer. Saltou para o alto de um poste elétrico e teve uma visão melhor. Na montanha estavam esculpidos os rostos dos seis Hokages. Ainda sentia saudades de Tsunade-baachan – como ele começou a chamá-la depois dos eventos finais da quarta guerra ninja. Quando voltou a observar a vila, identificou um lugar onde não ia fazia um bom tempo. Saltou para o chão e começou a andar com calma e com as mãos nos bolsos da jaqueta.

Passou pelo Ichiraku que agora era cuidado da filha do antigo proprietário que acabou morrendo na luta final da quarta guerra. Muitos morreram, mas já fazia um bom tempo desde então, e as dores pela perda dos que foram já começavam a cicatrizar. Teve uma idéia malandra e entrou no restaurante para pegar um pacote de ramen.

Ao sair, olhou novamente para o seu destino e recomeçou a caminhar lentamente. Na verdade era um milagre ele ter sobrevivido a quando a vila tinha sido destruída por Pain. Milagre e ironia, pois era o cemitério.

Entrou no o cemitério e andou pelas lapides lentamente. Viu a de Asuma com um cigarro queimado sobre esta. Sorriu involuntariamente. Shikamaru não deixava o antigo sensei parar de fumar mesmo depois de morto. Mais alguns passos e chegou ao destino. Uma lapide com um desenho de um leque indicava quem ali estava.

Uchida Sasuke!

Já fazia anos que não mais chutava a lapide. Não por respeito a ele, que acreditava não merecer, mas por respeito a quem ocupava a lapide ao lado desta, a lapide a quem queria visitar.

- Oi niichan-sensei – começou ele falando em voz baixa e colocando a caixa com ramen que tinha comprado no chão – já faz tempo que não venho aqui. Muito tempo na verdade. Sabe, estou comprometido agora, e acho que sabe quem é a felizarda, ou talvez o felizardo seja eu – ele ficou corado – ou sou um pobre coitado mesmo... ela tem um pavio curto igual ao de Sakura-neechan, especialmente depois se tornar aluna dela. Mas se ainda não sabe, é a Moegi-chan mesmo. Foi há duas semanas atrás. Falei com os pais dela e até que ficaram contentes da filha se amarrar no neto de um Hokage. E por falar nisso – ele ficou triste – ainda vou cumprir minha promessa. Vou ser Hokage como prometi a você. Infelizmente você não será meu rival nisso. Não poderei lutar contigo para ter este titulo.

Ele enxugou as lágrimas que teimavam em cair apesar de seu controle e prosseguiu.

- Também fiz minha primeira missão de nível “S” sozinho, e não foi fácil. Aquela mulher era maluca mesmo, mas cumpri com a missão. Acho que...

Parou de falar quando ouviu alguém gritar o seu nome. Quando se virou viu ela correndo direto para ele. Ficou um pouco sem ação, afinal se tentasse desviar iria ouvir – e sentir – um monte depois, mas se ficasse ali...

Bom, depois de tanto tempo, devia estar era acostumado.

Foi agarrado pela mulher e caiu ao chão com o impulso dela. A mesma já tinha encontrado os seus lábios e lhe arrancava um beijo que praticamente o impedia de respirar. Quase um minuto depois ela se afasta e o observa sorrindo. Logo depois lhe da um soco na testa.

- Porque não foi me ver assim que voltou a vila? – reclamou ela – se não fosse a Hokage-sama eu não saberia que você estava aqui.

Ele não respondeu, mas virou a cabeça ao mesmo tempo em que massageava a testa atingida pelo punho dela. Ela acompanhou o seu olhar e ficou vermelha de vergonha na hora.

- Oh, desculpa – disse ela se levantando – me desculpe Knohamaru-kun!

- Tudo bem Moegi-chan – ele também se levantava – eu já estava terminando.

Ela se afastou um pouco enquanto ele voltava a se dirigir ao tumulo.

- Como eu disse, niichan, fiz minha primeira missão de nível “S”, e acho que vou tentar ser sensei, e se der sorte posso até ser o sensei do seu filho. Sei que você não teve essa chance – ele olhou no tumulo ao lado com expressão séria – graças a esse cara ai. Sei que era seu amigo e você fez tudo para salvá-lo, e como a Hokage-sama disse, você prometeu a ele que se lutassem, os dois morreriam – ele respirou fundo fazendo uma longa pausa – e esta talvez seja a única promessa que eu gostaria que você não tivesse cumprido.

- Todos nós gostaríamos – murmurou Moegi com os olhos levemente mareados.

- Bem, só para terminar niichan, ainda não consegui fazer um rasengan com katon, mas vou continuar tentando! E... – ele se abaixou e ficou mais próximo da lápide como se fosse confidenciar algo – graças a Deus Moegi-chan não fica me batendo tão forte quanto a brutamontes da mestra dela batia em você...

- Eu ouvi isso! – ralhou ela com as mãos na cintura – e mais respeito com a nossa Hokage!

- Ah sim... – ele ficou vermelho – A Sakura-neechan virou a Hokage depois a morte da baachan... acho que não te contei isso. Bom, eu já vou indo niichan. Obrigado por ter salvado nossa vila, e mais de uma vez – e depois voltou-se para o outro tumulo – Por mim você não merecia estar aqui, mas foi o pedido de niichan. Já disse isso varias vezes, mas sempre irei repetir.

Abriu a caixa que tinha trazido consigo e retirou a tigela de ramen desta, depositando-a sobre a lápide. Cuidou para que a imagem do símbolo da vila e uma imagem de uma raposa de nove caudas ao lado desta continuassem visíveis. A tigela ficou bem no meio das imagens.

- Eu te devia um ramen – comentou ele sorrindo – e tente fazer meu tio parar de fumar – completou ele pondo as mãos sobre a nuca.

Em seguida pegou na mão da namorada e foram andando abraçados para fora do cemitério. O sonho de Naruto de ser Hokage sem dúvida morreu com ele, na luta final que teve contra Sasuke. Mas o principal sonho dele, o de ser reconhecido por todos – e era para isso que ele queria ser Hokage - se concretizou após o fim da quarta guerra. Sempre tinha alguém para levar flores, cuidar do tumulo ou apenas para lembrar os velhos tempos quando o visitava.

Um sonho morto, mas um desejo de vida realizado...

Janus
Janus
Ero Sub Boss FT
Ero Sub Boss FT

Masculino Mensagens : 807
Data de inscrição : 14/09/2010
Idade : 53
Localização : S B DO CAMPO

http://fanfiction.nyah.com.br/janus

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Fanfic - oneshot] Sonho Morto Empty Re: [Fanfic - oneshot] Sonho Morto

Mensagem por Convidad em Sex Fev 18, 2011 10:19 pm

[center">Put's li isso achei muito legal, muito mesmo, fiquei ate meio que emocionado ;D isso tem continuação? se acontecer isso no mangá vou chorar! e é muito legal saber que o Naruto teve um Filho "de quem"? mesmo sendo só na Fic hehehehe . Forá isso Adorei essa historia!
::::> +



Intééé . . . . . . [Fanfic - oneshot] Sonho Morto 495715

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Fanfic - oneshot] Sonho Morto Empty Re: [Fanfic - oneshot] Sonho Morto

Mensagem por Janus em Sex Fev 18, 2011 11:53 pm

Ero Carlinho escreveu:Put's li isso achei muito legal, muito mesmo, fiquei ate meio que emocionado ;D isso tem continuação? se acontecer isso no mangá vou chorar! e é muito legal saber que o Naruto teve um Filho "de quem"? mesmo sendo só na Fic hehehehe . Forá isso Adorei essa historia!

Olha, de uma certa forma tem continuação sim... veja em Minha Fic em progresso
Mas talvez voce queria primeiro ler essa: Hinata-mama Ela também se refere a esse futuro triste.
Janus
Janus
Ero Sub Boss FT
Ero Sub Boss FT

Masculino Mensagens : 807
Data de inscrição : 14/09/2010
Idade : 53
Localização : S B DO CAMPO

http://fanfiction.nyah.com.br/janus

Voltar ao Topo Ir em baixo

[Fanfic - oneshot] Sonho Morto Empty Re: [Fanfic - oneshot] Sonho Morto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum