A Sala da Verdade - FanFiction

Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero Diego em Sab Abr 16, 2011 5:47 pm


Yo galera do mal do M4All!
Essa fic aqui é uma baseada em um mangá do mangá Bakuman(pra quem não sabe, Bakuman é uma história sobre aspirantes a mangakás, ou seja, são mostrados vários mangás feitos pelos vários personagens que exercem essa profissão).
Eu, e acho que todos que leram acharam ela muito foda, e eu tive vontade de completar a história deixada pelo autor. Ele mostrou o final, mas o meio não te praticamente nhuma informação, então será essa parte que eu irei fazer, o resto será colocado como no mangá. Espero que eu consiga fazer algo que tenha no mínimo a metade da qualidade da original, se conseguir isso, ficarei feliz XD

Tentarei manter 1 capítulo a cada duas semanas. Tentaria fazer mais, no entanto eu tenho outra fic minha(Armor VI, leiam também o/) que tentarei maner um cap por semana, e com o Colégio e tudo ficará bem difícil manter algo mais frequqnte do que isso.

Bem, já acabei, vamos a história. Espero que gostem.


A SALA DA VERDADE



Spoiler:


Capítulo 1



Start and Death




Aquilo
Aconteceu de repente durante a aula.

***

Naquela manhã eu tinha ido comprar pão na padaria na esquina de minha casa. O dono é uma pessoa simpática, sempre alegre e sorridente com seus fregueses, ele possui uma vida simples e sem vícios, era viúvo fazia alguns anos. É alguém que pode se considerar um bom exemplo para a sociedade, trabalhador, generoso, sociável, no entanto eu acho que o considero...

Patético.

Se contentar com uma vidinha inútil, sem atrativos, apenas trabalhando e servindo de empregado para as filhas que fingiam se importar com sua saúde, para na verdade receber seu dinheiro e ir para festas de amigas que diziam ser quietas e comportadas, mas que na verdade era uma grande baderna, com muita bebida, drogas, e como diria minha mãe, promiscuidade, sim, promiscuidade.

E então esse infeliz ainda sorria se dizendo feliz com essa vida de lixo, quando suas próprias filhas e todos os seus “amigos” riem de sua cara, por seu um ser tão babão e ingênuo, por acreditar na inocência de sua prole.

Se eu já vi isso acontecer? Se eu já as vi em algum lugar desses, ou ouvi rumores sobre essas coisas? Se eu conheço elas o suficiente para saber?

Não, eu não tenho nada disso.

Como eu posso afirmar isso tudo então? Simples:

Os humanos são assim.

É tudo o que preciso saber para ver o que os outros ignoram.

Voltei para casa e tomei o meu café da manhã. Sai de casa para ir ao colégio, naquele mesmo trajeto de sempre. Sem surpresas, sem emoção, sem esperança.

Como tudo nesse mundo.

Se o mundo fosse um livro, um filme, um mangá, seria mil vezes mais interessante. Nós teríamos um motivo para viver, algo pelo o que lutar. Podíamos desvendar crimes, prender bandidos, conquistar nosso grande amor, ou então sermos magos, ninjas, piratas, monstros, heróis... Qualquer coisa que não fosse um desprezível humano.

Na minha sala eu sento ao lado da Saeki, de todas as pessoas que me cercam acho que ela é a menos chata de todas. Embora ache que aqueles que se preocupam demais com os outros e são considerados nobres e sinceros não passam de hipócritas nojentos, a Saeki é a única que não me passa essa impressão. Ela se preocupa com todos, é uma das líderes da sala. Um cargo que apenas idiotas ocupam, mas não consigo vê-la nessa posição, me pergunto o que ela tem que me faz desconsiderar todos os meus pensamentos para tratá-la como exceção...

Antes que eu consiga pensar em algo o professor entra e todos os alunos se sentam. Hoje temos que fazer uma redação sobre mais um daqueles temas chatos de meio-ambiente. Como se valesse pena fazer alguma coisa para salvar a humanidade.

Então, aquilo aconteceu.

***


BRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR

Um tremor sacudiu nossa sala e nossas cadeiras tremeram durante alguns segundos. Os alunos nem mesmo conseguiram falar com o susto, mas tão repentinamente como surgira, o tremor desapareceu.

- Nossa, o que foi isso?

- Pareceu um terromoto!

- Impossível, tão curto assim?

- O que foi aquilo? – Se perguntou.

CLIC

O sistema de som da sala faz um barulho, veio do auto-falante que se liga a sala do Diretor, de onde uma voz saiu:

- Bem vindos a “Sala da Verdade.”

- O quê?

- Meu nome é Kami. Todos da sala C do primeiro ano estão participando de um jogo se sobrevivência.

- Tsc, quem está fazendo essa brincadeira de mau gosto... – Disse o professor, ele vai até a porta, mas percebe que ela está trancada – Droga... A porta não abre...

- Professor, as janelas também não abrem!

- A única pessoa que pode sair dessa sala é o último sobrevivente.

- Como?

- Os vidros não estão quebrando!

- Droga, O que está acontecendo?

O terror durou alguns minutos, foram tentadas todas as formas possíveis de se sair da sala, mas tudo deu errado. Não tinha como escapar dali.

- Que merda – Pensou – O que esse cara pensa que está fazendo?

- Parece que vocês se acalmaram do pânico inicial quando perceberam que estavam trancados.

- Está tudo bem crianças – Disse o professor - Alguém de fora vai perceber isso e vir ajudar...

- Isso não vai acontecer, o tempo fora desta sala está parado, assim que vocês saírem da sala serão levados de volta ao seu original e o tempo voltará ao normal.

- I... Idiota!... Como podemos acreditar nisso? – perguntou o professor.

- Uma vez visto o que está acontecendo, vocês serão forçados a reconhecer esse fato. Bem então, o primeiro jogo vai começar.

- Esse cara... Está brincando com a gente – Pensou.

- Todos os que fizerem uma “certa coisa” morrerão, e a última pessoa viva poderá deixar a sala.

- Como?

- Isso é tudo?

- Ei, explique as regras direito! Se não entendermos...

- Vocês entenderão logo. Por favor, se concentrem em ser o último sobrevivente.

- Isso é uma piada, certo?

- Nós realmente estamos trancados aqui... isso é mal...

- Os celulares também não funcionam, e agora?

- Acalmem-se! – Gritou o professor - Nós devemos trabalhar juntos para sair dessa sala...

Ugh!

- NAKAMURA -SENSEI!!!

O professor havia desaparecido completamente, em um piscar de olhos. Apenas suas roupas estavam ali, caindo no chão.

- Primeira pessoa eliminada, Nakamura-sensei. 37 pessoas restantes.

- O quê?

- O Professor...

- Desapareceu...

- Se isso for verdade...

A voz do professor Nakamura tinha aparecido, mas como? A única coisa na direção daquela voz era o seu punhado de roupas caídas...

- Se isso for verdade, eu terei de encontrar um jeito de matar todas essas crianças...

- Aquilo era a voz do professor?

- Ele disse que ia nos matar?...

- Os pensamentos dele! Se... Se você disser uma mentira você morre... E depois disso, o que você estava realmente pensando aparece!...

- Não... Não diga besteiras! Como isso pode ser possível!?...

Ah!

A roupa daquele aluno ficou vazia assim que ele terminou de falar.

- Segunda pessoa eliminada, Tajou-kun. 36 pessoas restantes.

- Idiota, ele não deveria ter dito isso... Se alguém ainda não tivesse entendido o que houve, poderíamos diminuir o número de pessoas aqui...

- Mas que droga... – Pensou – Não é certeza ainda se você morre quando mente, mas... As pessoas estão desaparecendo na minha frente... E esse é ainda o primeiro jogo.


O que está acontecendo aqui?






Próximo Capítulo: Lie and Death
Ero Diego
Ero Diego
Icha-Icha Fan M4all
Icha-Icha Fan M4all

Masculino Mensagens : 2340
Data de inscrição : 11/01/2010
Idade : 27
Localização : No PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Convidad em Ter Abr 19, 2011 8:30 pm

#ForeverAlone a sua fic u.u' aposkapoakspoakopsakopskaopskopaopa...bom vou ser o primeiro a comentar então..vamos lá

eu li esse "mangá" no manga de bakuman, e achei legal como varios outros...gostaria de ver como seria o resto do manga caso a jump bota-se ele...bom...a jump nao pos neh...

adoraria ver o final, e principalmente como vai ser sua versão...vai ter que ter muita imaginação viu...aah, eu tinha visto o final tbm...mas nao mi lembro como era...e não tou afim de ler bakuman nao u.u'...mas vc mi diz qual o cap aparece esse manga ??

flw,

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Convidad em Qua Abr 20, 2011 11:08 am

Yo Diego legal a fic manolo naum vi o mangá por isso naum sei direito a história hehe e tambem não leio Bakuman...

Cara que carinha depressivo esse...pensamentos bem perturbados...


Caraca manolo no meio da fic percebi a semelhança com o mangá Enigme..em certos momentos ficou muito parecida...

Bem tenso...se mentir desaparece...coitado de mim se acontecesse isso comigo hehe

E na lógica se fosse verdade todos desapareceriam naquela sala...

Cara estou esperando o proximo cap...


att

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero Diego em Sex Abr 22, 2011 10:33 pm


Ops, obrigado por finalmente eu ter um comentário xD
eu consegui terminar o capítulo de minhas duas fics antes, então eu irei postar aqui apenas uma semana depois, e não duas como pensei =D
Madara, o capítulo em que aparece é o 115 e o 116, as duas partes que forma mostradas estão todas lá.
Aren, realmente o começo é parecido com Enigma, na verdade foi falado no próprio mangá que o cenário foi meio que "roubado" de Enigma sim. Mas o dsenvolvimento da história acaba sendo diferente, pode ver Very Happy
Obrigado por lerem, espero que consiga fazer todos os 10 capítulos ficarem bons o suficiente. Está aí o segundo capítulo:

Spoiler:

Lie and Death



“O que está acontecendo aqui?”

Há 10 minutos, todos estavam em uma sala de aula normal, e de repente alguém que se chama “Kami” apareceu falando nos auto-falantes da escola, dizendo que a turma estava participando de um jogo de sobrevivência. A partir dali uma série de desaparecimentos acontecera aparentemente relacionados com o fato de a pessoa mentir. Todos estavam em pânico, e não sabiam o que ia acontecer em seguida.

- O Professor e o Tagami desapareceram, mas sem os corpos nós não sabemos o que aconteceu com eles... – falou um dos alunos – talvez eles não estejam mortos, talvez eles estejam apenas em um lugar fora da sala.

“É verdade” – pensou.

Ugh!

- O terceiro a morrer é Ogura-kun. 35 pessoas restantes.

- Queria saber se alguém seria burro o suficiente para tentar sair da sala dessa forma...

- ahhhhhh! Estou assustado!

- Meu deus! O que vai acontecer!?

-FIQUEM QUIETOS!!!!

Ele não agüentara tanta gente irracional e teve que gritar bem alto. Eles não percebiam o que estava acontecendo!?

- Nós deveríamos ficar quietos.

- É tem razão... – concordou outro aluno – É melhor ficar quieto do que dizer algo e ser morto...

- Exatam...

Uhg!

- O quarto a morrer é Nito-kun. 34 pessoas restantes.

- Por que disse isso Takahashi? Se ninguém fala, ninguém vai morrer.

- Pessoal, fiquem quietos!

Como aquilo podia ser possível? Ele não conseguia entender o que aquele “Kami” poderia querer com isso...

- Uau, ele falou aquilo e não desapareceu... Ele realmente está pensando na gente... Não é como os outros quatro...

- Por favor, apenas não digam nada. Nós não sabemos ainda s mentir é o que mata as pessoas, mas é melhor ficarmos quietos.

-... Certo...

Todos na sala ficarem em silêncio total. A tensão percorria cada corpo, e o único barulho que escutavam era a sua própria respiração. Essa situação durou apenas um minuto, quando a voz novamente saiu do auto-falante:

- Então vocês vão ficar todos em silêncio? Estão desperdiçando o meu tempo. Se vão fazer isso, então que tal um Quiz?

-...

- Vamos ver, que tal começarmos com o representante da classe, Watanabe-kun?

-...

- Porque você se candidatou a representante da classe?

"Se eu não falar nada"... Pensou Watanabe.

- Se você não responder em 10 segundos, será morto.

-... Eu... Eu... EU PENSEI QUE ISSO SERIA BOM PARA MINHA FICHA!!!

- O...o quê?

- Depois de ter feito todo aquele discurso...

- Essa é a única razão?

- Sim! Eu gosto de estar acima de todos!

- Isso é verdade.

- Ufa... - Suspirou Watanabe – passou perto...

- Então isso é verdade?...

- Watanabe você é um lixo!!

- Cala a boca! É melhor do que morrer! – ele respondeu – Não importa nada agora, apenas um de nós vai sobreviver e os outros vão todos morrer, e ninguém vai saber disso!

- Idiota...

- Então me respondam, por que eu deveria não dizer a verdade, se isso vai me tirar daqui hein?...haha...hahahah...hahahahahahahah...hahahahahahhahahahahahahhahahahahah!!!

- Próxima, vice-presidente, Saeki-san.

“Saeki-san...” – pensou Takahashi.

- Você se candidatou como representante e acabou como vice-representante. Por que você se candidatou?

- Foi...p...porque eu queria...

- Saeki-san! – gritou Takahashi – diga a verdade!

-... Foi porque eu queria ajudar... Ajudar a fazer uma sala melhor para todos...

-...

- Isso é verdade.

- Uau!

- Ela realmente é uma boa pessoa!

“obrigado por se importar Takahashi-kun...” pensou Saeki.

“Eu sabia que você era diferente...” pensou Takahashi.

- Então a pessoa mais honesta vai ganhar?

- Deve ser..

- Ou não... Ele está brincando com a gente.

- Tem razão, o que ele quer é revelar a verdadeira identidade das pessoas...

- Sim, mas se a verdade aparece depois que a pessoa morre, dizer a verdade também é um caminho...

“É o que a maioria das pessoas pensaria”, pensou Takahashi, “mas se isso continuar vai ter gente pensando que é melhor morrer...”

- Agora vai ser uma pergunta para o Aoi-kun. Que se senta na primeira carteira.

- ...

As roupas da Minamihara-san forma roubadas do ginásio no dia 13 de abril.

- E... Então as minhas roupas foram roubadas?

- Você as pegou, não?

- Na... Não!!

- Aoi, como você pôde?

- Não! Não fui eu!

- Isso é verdade.

-... Desculpe-me Aoi-kun.

- Tudo bem...

- Próximo, a mesma pergunta para o Ishida-kun da segunda carteira.

- N... Não fui eu.

- Isso é verdade.

“merda... desse jeito eu vou ser o sétimo... e agora que o Ogura-kun que sentava na quinta carteira morreu, vai chegar mais rápido...” pensou o aluno que sentava na sétima carteira.

- Ueno-kun da terceira carteira, mesma pergunta.

- Não, não fui eu.

- Isso é verdade. Kato-kun da quarta carteira, mesma pergunta.

- Estou feliz de ter feito essa pergunta, pois não fui eu.

- Isso é verdade. Da sexta carteira...

- EI! – gritou o aluno da sétima carteira – Ouçam! Eu sou um ano mais velho que vocês, eu nasci em 1997!!!

- !?

- Do que ele está falando Shima-kun?

- Eu tenho 14 anos! Eu tenho 14 anos!

- ... Shima-kun, isso é mentira...



Próximo capítulo: Team and Death

Ero Diego
Ero Diego
Icha-Icha Fan M4all
Icha-Icha Fan M4all

Masculino Mensagens : 2340
Data de inscrição : 11/01/2010
Idade : 27
Localização : No PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Convidad em Seg Abr 25, 2011 12:48 pm

Huhsauhsaushuashaushaush legal essa fic manolo

Eu ri no final o cara pra não dizer a verdade preferiu morrer hsaushaushauhsuahsuahsuahsuahsuahsauhs

Que tenso...

Um quiz pavoroso...

To esperando o proximo...

Ps: tava procurando o cap 28 de enigma para ler em PT-BR mas naum achei..vc sabe onde tem?????

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero YegOo em Seg Abr 25, 2011 8:18 pm

Muito foda diego,um capitulo ficando melhor que o outro fiquei com preguiça de ler
no começo mais depois começei a gostar e nem percebi que acabou xD

Ansioso pelo proximo capitulo
Ero YegOo
Ero YegOo
High Quality M4all
High Quality M4all

Masculino Mensagens : 946
Data de inscrição : 08/12/2010
Idade : 30
Localização : Teresina/Piauí

http://academiadeotakus.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero Diego em Sab Maio 14, 2011 10:17 pm


Terceiro capítulo!! desculpe pela demora a mais =)


Spoiler:
Team and Death


- Shima-kun, isso é mentira...

Shima-kun ficou paralisado por alguns segundos, esperando o pior acontecer, todos estavam esperando para o ver sumir e deixar apenas as suas roupas. No entanto, ele não desapareceu, continuou no mesmo local, sem nenhuma mudança aparente.

- Shima-kun, você não pode mentir de propósito para tentar se matar. Você só quer escapar da sala e eu não vou permitir isso.

- O quê?

- Eu não acredito que ele mentiu para se matar...

- Sério!?

- Você é um perdedor, Shima!

- Que idiota, queria que tivesse morrido!

- Se você quiser realmente morrer, vai ter que se matar, ou alguém te assassinar.

- ...Matar alguém...? Eu não posso fazer isso...

- Então nós não podemos mentir para nos matar...

- Então talvez mentir de propósito seja a chave para ganhar o jogo...

- Não seja idiota... É só quando você mente porque realmente queria morrer...

- Você acreditaria em você mesmo se quisesse morrer?

- Se acreditasse, então você não morreria afinal...

- Eu vou perguntar para todos agora. Estamos em número par ou ímpar?

- Ímpar...

- Então ótimo... Quero que vocês formem pares.

- P...Pares..?

- Mas é um número ímpar! Alguém vai sobrar!

- E essa pessoa irá morrer.

- Isso é horrível!

- Então a pessoa que tem menos amigos... A pessoa menos popular vai morrer...?

- Eu não acho isso horrível. Eu vou deixar o par que sobrar viver.

- Mas você disse que só uma pessoa sairia viva.

- Sim. Mas eu mudo as regras de acordo com a minha vontade.

- Esse cara... – pensou Takahashi – ele realmente está brincando com a gente... Com as nossas vidas...

- Takahashi-kun... Eu – Saeki estava ao lado, começando a dizer algo, no entanto parou no meio da frase.

- Saeki-san – pensou.

- Saeki- san, vamos formar um par – disse.

- Yajima...!

- Certo!

- Kyoko-chan, vamos formar um par!

- Ok!

- Alguém me escolha!

- Se a pessoa com quem vocês fizerem o par morrer. Vocês morrem também.

- Ah! Eu não quero ficar com um idiota!

- Mas primeiro temos que encontrar um par senão morreremos... Por favor, alguém!

- Watanabe-kun... – disse um aluno de aspecto frágil para o representante de classe.

- Me larga! Eu não vou fazer par com você!

- Por... Por quê? Eu pensei que fossemos amigos...!

- Eu não posso fazer par com alguém fraco como você! No fim vamos ter que lutar até a morte!

- Lutar até a morte?

- O que essa cara está pensando?

- Nós vamos ter que nos matar tentando nos manter vivos! Não é óbvio?!

- Esse cara... Ele é perigoso...

- Ele vai tentar nos matar enquanto nós não estivermos olhando...

- Sim...

Alguns alunos começaram a se aproximar de Watanabe de uma maneira não muito amistosa. Ele percebeu isso e
começou a se afastar de seus colegas.

- Ei... O que vocês estão fazendo?

- Vamos lá! Todos segurem e amarrem ele! – Disseram, avançando em cima de Watanabe

-Pa...parem!

Os outros seguraram Watanabe e o colocaram em um canto da sala, preso por várias carteiras, colocadas entre as
suas pernas, braços e pescoço, amarradas para impedir seus movimentos.

- Se... Seus idiotas! – Gritou com esforço, quase sufocado com a perna de uma carteira em seu pescoço...

- Talvez não devêssemos ter isso tão longe...

- Sim. Ninguém iria querer fazer par com ele mesmo...

- Vocês devem estar brincando comigo! – Ele respondeu – Eu não quero morrer aqui...!

Ugh!

No lugar onde antes estava Watanabe, restava apenas um punhado de roupas vazias.

- Muito bem. - Começou Kami – Vamos começar a o segundo teste.







Próximo capítulo: Choose in Team



Última edição por Ero Diego em Dom Jul 03, 2011 9:38 pm, editado 1 vez(es)
Ero Diego
Ero Diego
Icha-Icha Fan M4all
Icha-Icha Fan M4all

Masculino Mensagens : 2340
Data de inscrição : 11/01/2010
Idade : 27
Localização : No PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Convidad em Dom Maio 15, 2011 2:46 pm

gostei do cap ^^ ja tinha visto essa parte no bakuman...soh quero ver como vc vai continuar ah fic '-'...
o cara eh muito burro, pra que raios ele foi falar aquilo...ficou sem par e morreu '-'....

eu ja sei o final da fic...mas nao vou contar nao...deixa o suspense rolar u.u'

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero-Evil Ryu em Ter Jul 05, 2011 2:40 pm

É por isso que eu gosto de bakuman, infelizmente ainda estou no cap 50.

Gostei e até identifiquei com o primeiro capitulo de A SALA DA VERDADE, essa historia foi muito foda.
Ero-Evil Ryu
Ero-Evil Ryu
High Quality M4all
High Quality M4all

Masculino Mensagens : 837
Data de inscrição : 14/01/2010
Idade : 33
Localização : Não sei, se você souber então me diga.

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero Diego em Qui Jul 07, 2011 9:35 pm


OH!!! Recussitei a fic! xD
Mentira, sempre quis fazer logo os capítulos, mas o tempo tava brabo pra caramba...
Aora nas férias, vamos ver se chego pelo menos no capítulo 7 dessa porra até elas acabaem xD
Mais um capítulo aê:


Spoiler:
Choose in Team

- Muito bem – Começou Kami – Vamos começar o segundo teste.

A sala estava com 16 pares formados e todos estavam atentos ao aparelho de som da sala. As dúvidas e o medo continuavam fortes, mas o pânico já havia passado. Haviam entendido que a partir de agora apenas a calma os manteria vivos, a concentração estava no máximo, para poder aumentar qualquer ponta de esperança que tinham de sair vivos daquele local.

- Agora vai começar um novo teste. – pensou Takahashi – Se for tão subjetivo quando o anterior, muitos já irão cair nos primeiros momentos. Preciso agüentar e analisar calmamente o que acontecer para poder levar eu e Saeki-san para fora desse lugar.

- O teste será bem simples. – Falou Kami – Uma das pessoas da dupla irá escolher outra pessoa na sala para morrer ou não. Quem sobrar no final, ganha.

- O quê?

- Você quer que a gente se elimine entre si?

- E lembrem-se que se uma pessoa da dupla morrer, a outra morre também. Ou seja, vocês não irão eliminar apenas a pessoa que foi escolhida, mas também o seu parceiro.

- Matar duas pessoas?

- Droga, eu não posso fazer isso!

- Antes as pessoas morriam por suas próprias fraquezas... – pensou Takahashi – agora ele quer que elas morram nas mãos dos próprios colegas... Esse cara é louco!

- Vamos começar logo, eu já estou com a ordem das duplas completa. A dupla que eu falar irá escolher um componente, e esse deverá escolher uma pessoa da sala, essa pessoa e sua dupla irão morrer e a pessoa que as escolheu irá passar para o próximo nível do teste.

- Eu não posso fazer isso!

-... Merda...

- A primeira dupla a escolher quem morrerá será Himura-kun e Hiory-chan. Qual de vocês irá escolher?

Himura não esperava ser parte da primeira dupla, e não tem a menor idéia de como fazer isso. Ele olhou para Hiory. Ela estava completamente paralisada, Não tinha como ela fazer isso, era seu dever fazer algo, mas ele também estava paralisado, não conseguia nem mesmo pensar direito, quanto mais escolher alguém para morrer.

- Se algum de vocês não responder em 10 segundos, ambos morrerão.

- Droga... – pensou Himura – Tenho que fazer algo, nem que seja para salvar a vida da Hiory-chan, eu preciso falar o nome de alguém...

- Eu... – começou Himura – Eu... Escolho... O Tsukimicha-kun!

Ugh! Ugh!

Os maços de roupas de Tsukimicha e seu parceiro caíram vazios no chão da sala.

- Eu... Não acredito...

-... Não vou conseguir fazer o mesmo...

- O... O que é isso?

Um pequeno X preto tinha surgido na parte de cima no braço de Himura, sem nenhuma explicação.

- O...O que é isso Kami? – perguntou Himura.

- Essa é a marca que demonstra que você eliminou alguém do jogo – respondeu – Significa também que você não pode ser escolhido nessa primeira parte da brincadeira. Todos os outros que escolherem eliminar alguém não podem lhe escolher. Se o seu parceiro for escolhido, ele morrerá sozinho. No entanto depois de todas as duplas terem escolhido alguém para morrer, haverá outra rodada e nela essa vantagem acabará. Haverá outro significado para a marca.

- Mas isso significa que poderá ter gente que sobreviverá sem o seu parceiro! Você não disse que a dupla restante iria conseguir sobrevive?

- Sim, mas eu não disse que seria a dupla que vocês escolheram.

- Seu desgraçado!

- Lembrando ainda, que só passará para o próximo teste quem conseguir dois X. – continuou – esse é o número mínimo, e ao mesmo tempo o máximo. Se alguém eliminar mais de duas pessoas será eliminado também.

- Temos que eliminar duas pessoas, isso é ainda pior!

- Droga, nunca conseguiremos sai daqui!

- Isso é mal... – pensou Takahashi – ele disse que ainda haverá mais um teste... Quanto é que essa loucura vai acabar?

- Saya-chan e Rika-chan – falou Kami – É a sua vez.

Todos olharam para as duas garotas, as pernas de Saya mal conseguiam parar de tremer. Rika estava um pouco mais controlada, deu um passo à frente:

- Eu... Escolho... O Hajinaka-kun!

Ugh! Ugh!

Hajinaka e se parceiro desapareceram como a primeira dupla.

- Hajinaka-kun!

- Próxima dupla: Nana-chan e Itsuki-kun.

- É... É... a Sinca-chan!

Ugh! Ugh!

- Sinca! Lila!

- Merda… - pensou Takahashi -… eu não sei como eu vou conseguir escolher alguém... Mas eu não posso deixar a Saeki-chan sem ajuda... Então eu realmente terei... De matar alguém...

- Horo-chan!

Ugh! Ugh!

- Yamamoto-kun!

- Ugh! Ugh!

Cinco duplas já haviam escolhido, e outras cinco haviam morrido. Nenhuma das duplas tinha escolhido outra que já tivesse eliminado alguém. Restavam na sala agora 22 pessoas.

- Hanabi-kun e Hiro-kun. É a vez de vocês!

Hanabi e Hiro olharam entre sim e balançaram levemente a cabeça. Hanabi deu um passo a frente, seu rosto estava suado e não parecia nada confortável com aquilo, mas iria em frente para poder sobreviver.

- Eu... Escolho... a... AHHHHHHHHHHHHHHH!!!!


Um estudante havia se aproximado rapidamente e golpeado Hanabi com um punhal na altura do abdômem. Os olhos de Hanabi estavam arregalados e sua boca aberta fazia força para gritar, mas o som já não saia. O agressor retirou a faca da vítima, que caiu de joelhos no chão, com as mãos em seu ferimento. Hanabi observou suas mãos manchadas de sangue, que escorria rapidamente, sentiu uma fraqueza e percebeu que não ia conseguir viver mais do que aquilo. Ele perdeu a consciência e desabou completamente no chão.

- Meu Deus!

- O que foi que você fez!?

- Você ficou louco Naminame-kun!?

O garoto que havia esfaqueado Hanabi não parecia nem um pouco perturbado, na verdade a expressão no seu rosto era de descontentamento, apenas isso. Como se tivesse matado uma barata e estivesse chateado por ter sujado o seu sapato novo.

- Ei, eu te fiz uma pergunta!

Naminame se virou para o colega que fez a pergunta. O outro se afastou com medo, mas ele não parecia ter nenhuma intenção de fazer alguma coisa.

- Eu fiz o que tinha de fazer, idiota! – Respondeu – Esse cara aqui ia escolher a minha parceira, a Yoko-chan! – falou apontando para ela – Se eu não tivesse feito isso, nós dois estaríamos mortos. Já que eu vou ter que matar alguém mesmo, então eu irei fazer isso antes que façam comigo.

- Você é maluco cara... Com pode saber se ele iria escolher a Yoko?...

- Eu os ouvi sussurrando pouco depois do cara que se acha Deus aí explicar as regras desse jogo. Se eu tivesse tido a chance de poder escolhê-los antes, o teria feito. Mas isso não aconteceu...

- Você... Você é...

- Pode falar o que quiser – rebateu – mas eu quero sobreviver, e a Yoko-chan também. E eu vou tornar isso possível, não importa como!

- Já chega. – interrompeu Kami – O que Naminame-kun fez não é contra as regras, afinal... Estamos aqui para isso não é?

- Canalha... – pensou Takahashi.

- Primeiramente...

Ugh!

Hiro-kun desapareceu da sala, deixando somente suas roupas.

- Já que sua dupla foi eliminada, não poderá ficar por aqui. – explicou – E também seja bem-vindo ao grupo dos marcados Naminame-kun. – A marca preta em forma de X então apareceu no braço de Naminame.

- Pelo menos isso... – Ele falou.

- Vamos continuar a prova, muito bem: Naminame-kun e Yoko-chan. É a vez de vocês.

- O quê?

- O Naminame acabou de matar um cara! Ele ainda pode matar outro?

- Ele eliminou um participante por um meio que não estava no teste, mas perfeitamente possível. – falou Kami – agora como todas as outras duplas, tem a oportunidade de eliminar outra por escolha. Digam, qual de vocês dois irá escolher?

Naminame e Yoko se olharam por um instante. Yoko balançou a cabeça de forma afirmativa e depois falou:

- E... Eu.

- Muito bem então, escolha um participante.

Ele pareceu a mais nervosa de todos os outros, ela abaixou a cabeça e começou a falar um nome quase inaudível.

- O...Roko...

- Fale mais alto, Yoko-chan.

- O... Roko-kun!

Ugh!

-Roko-kun!

O parceiro de Roko era Yoshida-kun, eles haviam sido a dupla que escolhera a Horo-chan e seu parceiro para morrerem. Como era Yoshida que havia escolhido a eliminação, apenas Roko foi tirado da sala.

- Droga... O que é que eu vou fazer agora?

-Esse cara tem muita sorte. – pensou Takahashi – Naminame conseguiu impedir de sua dupla ser eliminada de um jeito drástico, mas agora ele e sua parceira têm a marca em seu braço. Ninguém pode eliminá-los agora, até a segunda parte desse teste começar...

- Já está bom! – disse Kami – agora temos 19 pessoas restantes. Sete já eliminaram alguém e as outras doze ainda não. Vou mudar a táctica então, a segunda parte do segundo teste começará!











Próximo capítulo: Break in team

Comentem o/

Ero Diego
Ero Diego
Icha-Icha Fan M4all
Icha-Icha Fan M4all

Masculino Mensagens : 2340
Data de inscrição : 11/01/2010
Idade : 27
Localização : No PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Ero Diego em Sex Jul 22, 2011 4:07 pm

Eae pessoas, infelizmente demorei duas semanas ao invés de uma, esqueci de colocar o capítulo pronto a uns 5 dias atrás ¬¬

Sei que dá para contar nos dedos quem lê isso aqui, mas mesmo assim ,divirtam-se o/


Spoiler:
Capítulo 5
Break in team


- Já está bom! – disse Kami – agora temos 19 pessoas restantes. Sete já eliminaram alguém e as outras doze ainda não. Vou mudar a táctica então, a segunda parte do segundo teste começará!

A sala estaca silenciosa. Metade dos alunos já havia sido eliminada nessa altura, já não havia mais pânico, no entanto, o medo vinha a cada nova fala do ser que os havia aprisionado com o único intuito de vê-los morrerem. Nunca nenhum deles havia sofrido uma pressão psicológica tão grande em sua vida.

- arf, arf,arf...

- Yoko-chan, você está bem?- perguntou Naminame.

Yoko não parecia estar muito bem, ela punha a mar na cabeça como se algo a estivesse incomodando. Suava e sua respiração arfava enquanto ela tentava se escorar em alguma parede.

- Eu... tenho...um problema de...saúde ...- falou Yoko, entre as respirações forçadas – eu possuo....pressão...alta...

- Droga! Todo esse nervosismo deve ter desencadeado um problema na Yoko-chan

- Ninguém tem algum remédio para isso?

- O professor não tinha um problema de pressão também, o remédio dele ainda deve estar aqui.

- Rápido, procurem!

Os alunos começaram a procurar algum remédio nos pertences do professor já eliminado. Olharam em suas roupas e em sua maleta, mas não conseguiram achar nada.

- Aqui, está aqui o remédio – gritou Naminame.

Naminame estava na mesa onde os professores sentavam, tinha nas mãos um pequeno frasco transparente com algumas pílulas dentro.

-Aqui Yoko, tome uma dessas!

Yoko engoliu uma das pílulas, mas não mostrou melhora imediata. Os alunos trouxeram uma carteira da sala para mais perto para que ela pudesse se sentar.

- Ela vai ficar bem?

- Vai sim. – respondeu Naminame – é só esperar o efeito dôo remédio vir e ela ficará bem.

- Ora, ora, quem diria que alguém com a saúde tão frágil poderia chegar tão longe?

- Vamos logo com isso Kami! Yoko vai ficar bem, diga qual é a próxima etapa?

- Muito bem. Vocês irão se dividir em dois grupos – começou – um grupo será formado por aqueles que já eliminaram outro participante e possuem a marca em seu braço. Os restantes farão parte do outro grupo. O grupo dos que foram marcados ficará do lado esquerdo da sala, enquanto os que ainda não eliminaram ninguém ficarão do lado direito.

- Mas e as duplas que tem um participante marcado e outro não.

- Cada um irá para o seu grupo. Darei mais informações quando todos já estiverem organizados.

- O que ele está pensando agora...

- Vamos lá para o nosso grupo...

Os alunos se dividiram nos grupos ordenados pacificamente. Todos eles estavam ansiosos para saber o que iria acontecer.

- Agora quero que todos formem duplas novamente. Os pares que já estão formados não precisam se modificar, mas quem perdeu o parceiro ou está separado do seu, forme uma nova dupla imediatamente.

- Mas o grupo das pessoas marcadas tem sete...

- Igual à etapa anterior, o que sobrar irá morrer.

O grupo dos que não haviam eliminado ninguém se formou rapidamente, já que havia um número par de pessoas. Já no grupo dos que já haviam eliminado, sobrou um participante.

Ugh!

- Muito bem, agora temos seis participantes de um lado e doze no outro, todos com suas respectivas duplas, vamos explicar o que acontece então:

“Eu irei escolher um participante, e irei lhe dar duas opções: A primeira será ele mesmo morrer. A segunda é que outra pessoa seja eliminada, no entanto, a pessoa que será eliminada no lugar do participante só poderá ser alguém do outro grupo, ou então o parceiro da pessoa que escolheu. Isso será decidido aleatoriamente”.

- Espere – disse Takahashi – Isso quer dizer que temos que escolher entre morrer ou não, e se não, corremos o risco de perder o nosso parceiro?

- Exatamente. Será escolhida entre as pessoas do grupo oposto ou o seu parceiro. Mesmo o seu parceiro sendo uma só pessoa e contra um grupo inteiro, cuidarei para que o risco seja de 50%. E não dependendo do número de pessoas envolvidas, como normalmente seria.

- Então teremos que arriscar nos nossos parceiros atuais – pensou Takahashi – mas existem duplas que foram formadas só por causa da divisão atual, e não por amizade, para essas pessoas será uma escolha tripla, entre ela mesma, e o risco sobre seu parceiro e seu amigo.

- Vamos começar agora. Katsu-kun é a sua vez.

-...

- Escolha se você quer morrer, ou então arriscar matar outra pessoa escolhida aleatoriamente entre todos do outro grupo e a sua parceira Saya-chan.

- Eu escolho... arriscar em outra pessoa...

- Muito bem, sábia escolha. – comentou Kami – Agora uma pessoa irá morrer.

Ugh!

- Rika-chan!

- É, parece que Katsu-kun teve sorte.

- ufa... – falou Katsu – ...Ainda bem não foi você Say...

PAFT!

Saya deu um forte tapa em Katsu, com o movimento surpresa, foi o suficiente para ele ir ao chão.

- Saya-chan... Porque você fez...

- Merda, Merda! – gritou Saya – Você acabou matando a Rika! Ela era...

- Saya desabou no chão, colocando as mãos no rosto, começando a soluçar fortemente – ela era... A minha melhor amiga!!!!

- É mesmo... – disse Saeki pela primeira vez em um bom tempo – Rika-chan e Saya-chan eram parceiras antes de sermos divididos nesses grupos. Elas até foram a segunda dupla a ter que eliminar alguém...

- É mesmo... - lembrou Takahashi – E acabou que o parceiro de Saya eliminou Rika... Era algo que deveria ser escolhido aleatoriamente, mas... Será que esse maldito Kami não teve nada a ver com isso?
Uma marca em forma de X apareceu na parte de cima do braço de Katsu.

- Saya-chan, agora é a sua vez. O que você escolhe?

Saya ainda estava chorando no chão. Ela não respondeu a princípio, mas os soluços acabaram parando, e uma voz embargada falou:

- Kami...por favor...me mate!

- Saya-chan! Não faça isso!

Ugh!

-Ela escolheu, e não se pode mudar sua decisão
– falou – Vamos ver quem são próximos...


=================================================================================

- Muito bem, mais três se foram, faltam treze.

Mais três pessoas haviam escolhido, e outras três eliminadas.
Todos haviam escolhido arriscar entre seu parceiro e alguém do outro grupo. Nana havia sido a próxima e havia eliminado Hiory. Shima na sua vez acabou eliminando Nana. Hisagi então perdeu o seu parceiro ao se arriscar.

- Miha-chan, é a sua vez.

-...

- Miha-chan...

- Eu não vou participar desse jogo estúpido!

Miha olhou furiosa para o auto-falante da sala. Ela não ia se tornar uma pessoa que passa por cima dos outros para poder sobreviver. Por sorte, tinha conseguido chegar até ali sem precisar fazer nada, mas não tinha intenção de continuar. Se esse Kami quisesse matá-la, tudo bem. mas não iria fazer o jogo dele!

- Miha-chan, se não participar, eu terei de te eliminar...

- Não me importo, eu não vou escolher ninguém seu covarde que nem tem peito para nos encarar! – Interrompeu Miha – faça o que quiser, mas saiba que nada será escolha minha!

- Bem, se é assim...

- Espera, espera! – interrompeu Téo, o parceiro de Miha – deixe-me ir no lugar dela!

- Téo, o que você está fazendo?

- Eu não posso te deixar morrer sem fazer nada. – explicou – Eu quero que seja a minha vez no lugar da Miha, está bem? Não precisa fazer nada com ela...

- Eu não posso fazer isso Téo-kun, se ela escolheu não fazer nada, ela sabe as conseqüências...

- Abra uma exceção! Não vai ter problema se...

- A não ser que você escolha por ela...

- Como assim?

"Eu deixarei que você faça a escolha. No entanto será como se a Miha-chan o estivesse fazendo. Ou seja, a sua escolha será ou matar a Miha-chan, ou então escolher arriscar entre eliminar você e uma pessoa do outro grupo."

- O quê?

- Entendo. – falou Takahashi – Se a Miha-chan estivesse escolhendo, ela teria que escolher entre morrer ela mesmo, Miha, e arriscar em eliminar o seu parceiro Téo, ou uma pessoa da outra equipe. Nesse caso a única diferença seria que será o Téo no lugar da Miha, ele terá que fazer exatamente a mesma escolher que ela: matar Miha, ou arriscar entre ele e alguém do grupo oposto.

- Bem, isso é fácil – ele respondeu, embora não parecesse tão seguro de sua resposta. – eu escolho arriscar entre mim e alguém do outro grupo.

- Entendo...

- Você não precisa fazer isso Téo! – disse Miha.

- Miha... – chamou Téo.

- Sim.

- Adeus...

Ugh!

- Téo!!!

- É como dizem: “Em uma guerra os corajosos e os covardes sobrevivem, mas os heróis sempre morrem.”

- Não resta dúvida! – Pensou Takahashi – Essa cara fez isso de propósito!! Temos que fazer alg...

- Arf, arf....

Yoko estava ofegando mais do que antes da etapa começar, estava suando de maneira descontrolada, e estava começando a ter convulsões.

- Yoko! Yoko! – Gritou Naminame, ele se aproximou de Yoko que tinha caído no chão, e a segurou nos braços – Merda... Onde está o remédio?

No entanto, não houve tempo de dá-lo. Yoko deu suas últimas convulsões e então parou de se mexer. Para sempre.















Próximo capítulo: Killer in team


Ero Diego
Ero Diego
Icha-Icha Fan M4all
Icha-Icha Fan M4all

Masculino Mensagens : 2340
Data de inscrição : 11/01/2010
Idade : 27
Localização : No PC

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Sala da Verdade - FanFiction Empty Re: A Sala da Verdade - FanFiction

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum